MÉTODOS DE INVESTIGAÇÃO DA INTERPOL E A FORMA DE TRABALHO DA US MARSHALS ENCERRAM O I CONGRESSO NACIONAL NO RIO DE JANEIRO

Os métodos de investigação nas atividades de capturas internacionais e as experiências e conhecimentos da United States Marshals Servic na proteção de dignitários encerraram as atividades do I Congresso Nacional dos Agentes de Polícia do Poder Judiciário da União no Rio de Janeiro.

No primeiro painel, o Agente de Polícia Federal Luiz Henrique Alencar Silva, chefe do Núcleo de Capturas Internacionais da Interpol apresentou a unidade de Patrulhas Internacionais daquela instituição e fez um breve histórico da criação e atuação da Organização Internacional no Brasil e no mundo.

O Agente da Polícia Federal destacou que os policiais do Poder Judiciário da União estão no caminho certo de organização e enfatizou que a Interpol está à disposição para ajudar no que for necessário sobre o treinamento e técnicas de investigação para a categoria.

Em seguida, a vice-diretora assistente da US Marshals Elizabeth Buck e o Inspetor Chefe Thomas Pellicane apresentaram a entidade e a função exercida por seus policiais na proteção de dignitários.

Os representantes internacionais demonstraram as técnicas de treinamento para a devida segurança dos policiais e dignitários.

No encerramento oficial, o presidente Roniel Andrade agradeceu a presença dos Agentes que estiveram no Rio de Janeiro nesses últimos dias e os debates que foram promovidos com a participação dos palestrantes convidados.

Do Rio de Janeiro, Caroline P. Colombo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.